Movimentos sociais da Paraíba lutam nas ruas para defender a democracia

A próxima atividade está programada para segunda-feira (07), às 14:00 horas, no Sinttel-PB. Os movimentos sociais e populares prometem parar o país, se necessário for, em defesa da democracia.

Escrito por: ascom da CUT-PB • Publicado em: 07/03/2016 - 12:17 Escrito por: ascom da CUT-PB Publicado em: 07/03/2016 - 12:17

Na manhã da última sexta-feira (4), o auditório do Sinttel-PB foi palco de uma das maiores plenárias já realizadas nos últimos meses em defesa da democracia. O ato foi convocado  pela Frente Brasil Popular, juntamente com todas as entidades de esquerda. A ação foi marcada às pressas, pouco depois que o ex-presidente Lula foi constrangido a depor coercitivamente pela Polícia Federal, mesmo não tendo uma única prova de que cometeu qualquer ato ilícito. Em reação, a militância reagiu e marcou um grande ato que lotou às ruas centrais da Capital paraibana.

Sindicalistas, integrantes dos movimentos sociais e estudantis, parlamentares e militantes participaram do ato. Segundo estimativas da organização cerca de 500 pessoas estiveram na caminhada em defesa de Lula, da Democracia e contra o Golpe.

 “Fomos às ruas defender a democracia em tempos de escuridão. Não iremos deixar que ela seja colocada em risco. Continuaremos vigilantes na defesa da democracia para que o passado não volte a assombrar nossas conquistas e nossos direitos ”, afirmou o presidente da Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB), Paulo Marcelo.

Com as palavras de ordem: “Não vai ter golpe!”, “Lula, guerreiro do povo brasileiro” e “O povo não é bobo! Abaixo a Rede Globo”, os militantes ocuparam a frente da sede da TV Cabo Branco filiada à Rede Globo, em João Pessoa, no percurso do ato.

Agenda

A próxima atividade está programada para segunda-feira (07), às 14:00 horas, no Sinttel-PB.

Os movimentos sociais e populares prometem parar o país, se necessário for, em defesa da democracia e contra o golpe.

 

Título: Movimentos sociais da Paraíba lutam nas ruas para defender a democracia, Conteúdo: Na manhã da última sexta-feira (4), o auditório do Sinttel-PB foi palco de uma das maiores plenárias já realizadas nos últimos meses em defesa da democracia. O ato foi convocado  pela Frente Brasil Popular, juntamente com todas as entidades de esquerda. A ação foi marcada às pressas, pouco depois que o ex-presidente Lula foi constrangido a depor coercitivamente pela Polícia Federal, mesmo não tendo uma única prova de que cometeu qualquer ato ilícito. Em reação, a militância reagiu e marcou um grande ato que lotou às ruas centrais da Capital paraibana. Sindicalistas, integrantes dos movimentos sociais e estudantis, parlamentares e militantes participaram do ato. Segundo estimativas da organização cerca de 500 pessoas estiveram na caminhada em defesa de Lula, da Democracia e contra o Golpe.  “Fomos às ruas defender a democracia em tempos de escuridão. Não iremos deixar que ela seja colocada em risco. Continuaremos vigilantes na defesa da democracia para que o passado não volte a assombrar nossas conquistas e nossos direitos ”, afirmou o presidente da Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB), Paulo Marcelo. Com as palavras de ordem: “Não vai ter golpe!”, “Lula, guerreiro do povo brasileiro” e “O povo não é bobo! Abaixo a Rede Globo”, os militantes ocuparam a frente da sede da TV Cabo Branco filiada à Rede Globo, em João Pessoa, no percurso do ato. Agenda A próxima atividade está programada para segunda-feira (07), às 14:00 horas, no Sinttel-PB. Os movimentos sociais e populares prometem parar o país, se necessário for, em defesa da democracia e contra o golpe.  



Informativo CUT PB

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.