Dia Nacional de Luta  Contra a PEC 55 terá protesto nesta terça (13)

“Dia Nacional de Luta  Contra a PEC 55, a Reforma da Previdência e do Ensino Médio em Defesa das  Diretas Já”, a partir das 14h com concentração no Lyceu Paraibano.

Escrito por: Emmanuela Nunes, ascom da CUT-PB • Publicado em: 12/12/2016 - 18:49 Escrito por: Emmanuela Nunes, ascom da CUT-PB Publicado em: 12/12/2016 - 18:49

Emmanuela Nunes, ascom da CUT-PB

A CUT-PB, juntamente com a Frente Brasil Popular da Paraíba, realiza nesta terça-feira (13),  o “Dia Nacional de Luta  Contra a PEC 55, a Reforma da Previdência e do Ensino Médio em Defesa das  Diretas Já”, a partir das 14h com concentração no Lyceu Paraibano. O ato é unificado e acontece em todo o país.

Ao longo dos últimos anos, os retrocessos e ataques aos direitos da classe trabalhadora colocaram a democracia brasileira em risco. Uma série de reformas e medidas provisórias colocadas de forma unilateral e sem diálogo com a sociedade comprova o golpismo de um governo ilegítimo.  

Para o presidente da CUT-PB, as mobilizações dos movimentos sociais e sindical foram protagonistas de uma onda forte de resistência, que na Paraíba mostrou unidade e se empenhou ao máximo, através de uma jornada de luta em enfretamento ao golpe.

Segundo ele, durante todo o ano de 2016 atos, plenárias, seminários e paralisações mostraram a força da militância e demonstraram que o caminho é de seguir avançando com luta e resistência ao retrocesso.

 

Título: Dia Nacional de Luta  Contra a PEC 55 terá protesto nesta terça (13), Conteúdo: A CUT-PB, juntamente com a Frente Brasil Popular da Paraíba, realiza nesta terça-feira (13),  o “Dia Nacional de Luta  Contra a PEC 55, a Reforma da Previdência e do Ensino Médio em Defesa das  Diretas Já”, a partir das 14h com concentração no Lyceu Paraibano. O ato é unificado e acontece em todo o país. Ao longo dos últimos anos, os retrocessos e ataques aos direitos da classe trabalhadora colocaram a democracia brasileira em risco. Uma série de reformas e medidas provisórias colocadas de forma unilateral e sem diálogo com a sociedade comprova o golpismo de um governo ilegítimo.   Para o presidente da CUT-PB, as mobilizações dos movimentos sociais e sindical foram protagonistas de uma onda forte de resistência, que na Paraíba mostrou unidade e se empenhou ao máximo, através de uma jornada de luta em enfretamento ao golpe. Segundo ele, durante todo o ano de 2016 atos, plenárias, seminários e paralisações mostraram a força da militância e demonstraram que o caminho é de seguir avançando com luta e resistência ao retrocesso.  



Informativo CUT PB

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.